Início Bancada Pioneira na GSP, São Bernardo lança biometria facial nos ônibus para gratuidades

Pioneira na GSP, São Bernardo lança biometria facial nos ônibus para gratuidades

De forma pioneira na região metropolitana, a cidade de São Bernardo passou a contar com o Sistema de Identificação Biométrica Facial no Transporte Coletivo municipal para fazer a verificação dos passageiros, que utilizam gratuidades.

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, apresentou nesta terça-feira (17/07) o novo sistema, nas dependências de um dos automóveis. Até o momento, 210 ônibus, dos 425 de toda a frota, já contam com o equipamento. “A expectativa é que nos próximos três meses todos os coletivos estejam com a biometria. Esta foi a forma que encontramos para compararmos se o usuário que tem utilizado da gratuidade é o mesmo que foi identificado. E isso foi feito para respeitar o cidadão de São Bernardo, que paga pela gratuidade”, destacou o prefeito, durante o ato oficial, realizado na Rodoviária João Setti, no Centro.

Hoje, cerca de 130 mil usuários do Transporte Coletivo da cidade possuem o cartão, que concede o direito de viagem de graça (entre estes usuários estão aposentados, pensionistas, deficientes físicos e acompanhantes, idosos e estudantes).

Pela gratuidade oferecida, a Prefeitura de São Bernardo despende em torno de R$ 2 milhões, por mês. Ao todo, são realizadas mensalmente em São Bernardo 1 milhão de viagens com o benefício gratuito.

“A Prefeitura quer pagar o justo. Quem tem o direito de utilizar o ônibus de graça é defendido. Agora, não podemos compactuar com as pessoas que usufruem de maneira indevida”, acrescentou o chefe do Executivo.

O sistema de ônibus é operado pela SBC Trans. Durante o ato oficial, a diretora da empresa, Milena Braga, apontou para a comunicação feita nos coletivos sobre o respeito ao uso da gratuidade.

“Os ônibus estão com os informativos, destacando a importância de utilizar de maneira correta o direito. Burlar a gratuidade é fraude”, comentou.

COMO FUNCIONA – A biometria facial vai comparar o rosto do usuário com a foto presente no cadastro. Em caso de não reconhecimento, o cartão será bloqueado. O passageiro será notificado e terá dez dias para se defender. O uso da ferramenta de fiscalização foi instituído por decreto no início deste mês, sem que o investimento impacte nos valores da tarifa vigente.

NOVA POLÍTICA – Desde o início desta gestão, São Bernardo tem trabalhado de forma ostensiva na melhora do serviço de transporte coletivo. Aumentou a frota de ônibus em 75 novos carros. Promoveu uma ampla revitalização e modernização dos abrigos de ônibus. Lançou o aplicativo PARTIU SBC, que permite ao usuário monitorar a linha a ser utilizada e horário.

Outro novidade, foi o lançamento do primeiro corredor exclusivo de ônibus, lançado no bairro Assunção, no mês passado, permitindo melhor otimização das viagens no município

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*