Início Destaques Alckmin libera recursos para reforma de 47 clínicas de saúde

Alckmin libera recursos para reforma de 47 clínicas de saúde

O Governo de São Paulo liberou recursos para reforma de 47 clínicas de saúde, em 31 municípios do Estado. O evento de assinatura dos convênios aconteceu nesta quarta-feira (10) no Palácio dos Bandeirantes. O total repassado para as prefeituras soma mais de R$ 32 milhões.

A verba faz parte do Programa Saúde em Ação, uma parceria da Secretaria da Saúde com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“O melhor Programa. Porque vamos fazendo novas UBS e reformando, com equipamentos novos, informatizado e capacitação de recursos humanos, enfim, um programa para melhor atender a nossa população”, disse o governador Alckmin.

As obras são para modernização e ampliação de estrutura e aquisição de equipamentos. São melhorias em Unidades Básicas de Saúde (UBS), Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e clínicas de saúde distribuídas pela Região Metropolitana de Campinas, Vale do Ribeira, Vale do Jurumirim, Itapeva/Sorocaba e Litoral Norte.

Ao todo, 31 cidades serão beneficiadas. Assinaram convênio as cidades de Águas de Santa Bárbara, Americana, Apiaí, Arandu, Arthur Nogueira, Avaré, Barão de Antonina, Bom Sucesso de Itararé, Buri, Campinas, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Holambra, Hortolândia, Itaberá, Itaí, Itaoca, Itapeva, Itapirapuã Paulista, Itararé, Itatiba, Juquiá, Nova Campina, Pedreira, Riversul, Santo Antônio de Posse, Sumaré, Taquarituba, Taquarivaí, Tejupá e Ubatuba.

Saúde em Ação

O programa prevê a construção ou reforma de 161 unidades, incluindo clínicas de saúde, hospitais, ambulatórios de especialidades e CAPS, localizados em cinco regiões do Estado. O investimento total é de R$ 813 milhões. Desse valor, 70% é proveniente de empréstimo do BID, com a contrapartida de 30% de recursos do tesouro estadual.

Ao todo, o Programa vai construir e reformar clínicas e hospitais em mais de 70 municípios. Também deve criar uma rede articulada e moderna, com o objetivo de qualificar o atendimento à população.

As regiões beneficiadas pelo projeto foram escolhidas pela Secretaria após estudo que analisou as necessidades regionais e o perfil epidemiológico de cada uma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*