Início Notícias do PSDB Doria apresenta nova legislação de incentivo fiscal a projetos culturais

Doria apresenta nova legislação de incentivo fiscal a projetos culturais

Prefeitura regulamenta programa, que foi criado por projeto de lei aprovado na Câmara e sancionado em 2013

A Prefeitura apresentou nesta quarta-feira (20) um decreto municipal que regulamenta o Programa Municipal de Apoio a Projetos Culturais (Pro-Mac), criado com o intuito de modernizar a política de incentivos fiscais para a área cultural na cidade de São Paulo.

Para pleitear o apoio a projetos por meio do Pro-Mac, os produtores culturais deverão se cadastrar como proponentes na Secretaria Municipal de Cultura e enviar seu projeto, que será analisado por uma comissão. Com a aprovação, o produtor poderá buscar investimentos de empresas privadas ou pessoas físicas que, ao aportar recursos nos projetos, poderão abater a integralidade ou parte dos impostos municipais (IPTU e ISS) a pagar.

Uma das inovações desta nova legislação é o escalonamento de benefícios fiscais à empresa contribuinte, que poderá variar de 100% (como costuma ser) a 40%, de acordo com três critérios: a exposição da marca, preço do ingresso e orçamento previsto. Cada item soma um ponto e definirá um grau menor ou maior de benefício fiscal.

“Ao longo do ano de 2017, a Secretaria Municipal de Cultura formatou esta regulamentação em diálogo com representantes do setor cultural: produtores, artistas e grupos, gerando uma proposta de normatização que foi construída, ainda, em parceria com a Secretaria Municipal da Fazenda, pois se trata de renúncia fiscal”, explica o secretário municipal de Cultura, André Sturm.

Para fechar o texto final do decreto foram realizados, ainda, estudos a partir de leis semelhantes como a Rouanet e ProAC, dos governos federal e estadual respectivamente, trazendo elementos positivos de ambas para a nova legislação municipal.

Histórico

O Pro-Mac é criado a partir do projeto de lei de autoria do vereador Andrea Matarazzo, aprovado em 2013 pela Câmara Municipal de São Paulo e sancionado pela Prefeitura no mesmo ano, mas, até então, sem regulamentação. Com o Pro-Mac, a Lei Mendonça, criada na década de 1990, foi revogada. O período entre a aprovação da legislação em 2013 e a sua regulamentação em 2017, gerou um vácuo na política de incentivo fiscal no âmbito municipal que será preenchido a partir do próximo ano.

Áreas do campo da economia criativa como design, cultura digital, séries de TV e espaços culturais independentes de áreas como dança, cinema, teatro, entre outras, que não estavam previstas na Lei Mendonça, poderão ser patrocinados por meio de renúncia fiscal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*