Início Notícias do PSDB SP reduz gravidez precoce a menor nível em 18 anos

SP reduz gravidez precoce a menor nível em 18 anos

O índice de gravidez na adolescência em São Paulo atingiu seu menor nível nos últimos anos. O resultado é verificado em balanço produzido pela Secretaria de Estado da Saúde. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, no AME de Heliópolis, na capital paulista, com a presença do governador Geraldo Alckmin.

“Viemos aqui no AME Heliópolis para trazer uma prestação de contas e uma avaliação positiva. Há uma grande preocupação com a gravidez na adolescência”, disse Alckmin, antes de detalhar os números do balanço e enfatizar o trabalho feito com meninas de 10 a 14 de idade.

“Esse é um grande drama das nossas jovens, inclusive uma preocupação muito grande na faixa de 10 a 14 anos de idade, pois existem gravidez extremamente precoces. Nós tivemos uma redução, de 10 a 14 anos, que é um grande desafio no mundo inteiro, de 40%, desde 1998 até 2016. E tivemos na adolescência como um todo uma redução de 148.018 gestantes para 79.048 gestantes menores de 20 anos de idade. Ou seja, uma redução de 46,5%”, destacou o governador.

Geraldo Alckmin elogiou o trabalho do Secretário de Saúde, David Uip, e da coordenadora do Programa Saúde do Adolescente da Secretaria, Albertina Duarte Takiuti, que estavam presentes durante o anúncio do balanço. O governador lembrou que a redução na gravidez também contribui apara diminuir a mortalidade.

“Na medida em que reduzimos a gravidez muito precoce, estamos reduzindo também a mortalidade infantil e não colocando em risco nem a vida da mãe e nem da criança”, ressaltou.

Além das políticas públicas adotadas no Estado, a intensa distribuição de preservativos, e da qualificação de equipes nos serviços de saúde, uma iniciativa foi apontada pelo governador como importante para o resultado positivo na busca pela orientação das jovens, as Casas do Adolescente.

“Temos 30 Casas do Adolescente! Informação, oficinas para conversar com jovens, conversar com as mães e os pais, conversar com a família. É educação no sentido mais amplo. Educar vem de ducere, do latim, que é como se conduzir em sociedade. É um trabalho de esclarecimento, educação, informação e a prevenção. Não é só da gravidez precoce, mas também de Doenças Sexualmente Transmissíveis e novas informações”, elogiou Alckmin.

Desde 1996, a Secretaria adotou um modelo de atendimento integral à adolescente, que contempla o aspecto físico, psicológico e social, e que começou a mostrar resultados dois anos depois. Por isso a Secretaria usa 1998 como base de comparação.

“É um trabalho bonito, de aproximação, de conquista. Trazer o jovem para participar. Aqui vimos desde o atendimento odontológico, passando por grupos de conversa com as mães, oficinas de informação, de qualificação. Um trabalho muito bonito”, declarou o governador ao observar o trabalho da Casa do Adolescente de Heliópolis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*