Início Notícias do PSDB PSDB-Mulher chancelará gastos destinados à promoção da mulher na política

PSDB-Mulher chancelará gastos destinados à promoção da mulher na política

O PSDB Nacional definiu que todas as despesas pagas com os recursos destinados à participação da mulher na política deverão passar pelo crivo da presidente do PSDB-Mulher Nacional, Yeda Crusius. A decisão foi comunicada por meio de nota pelo PSDB-Mulher nesta segunda-feira (29).

“Mais uma vez, o PSDB Nacional sai à frente ao definir que todas as despesas pagas com os recursos destinados à participação da mulher na política, passe a conter a chancela da presidente do segmento Yeda Crusius, o que aumenta a nossa responsabilidade. Embora não haja previsão legal que obrigue a assinatura, de forma pedagógica, tal medida visa, demonstrar que todas as despesas têm o aval do segmento. A decisão alcança, também, os recursos destinados a campanha eleitoral de 2020. A medida poderá ser seguida nos Diretórios Estaduais visando a máxima transparência na utilização dos recursos destinados às mulheres”, diz a íntegra da nota do segmento feminino.

E as eleições municipais deste ano contarão com regras novas na distribuição de recursos. Uma delas obriga os partidos a não somente lançar candidatas, mas investir dinheiro em suas campanhas. Em dezembro passado, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou uma resolução que abre a possibilidade para um aumento no volume de recursos eleitorais destinados às campanhas de mulheres. A legislação determinava que os partidos repassassem um mínimo de 30% da verba eleitoral para candidaturas femininas. A nova resolução estipula que esse percentual cresça proporcionalmente caso mais de 30% das candidaturas de um partido sejam de mulheres.

Para o PSDB-Mulher, as eleições deste ano poderão ser um divisor de águas para mulheres que querem entrar na política e aumentar a representatividade feminina nos parlamentos do país. Elas poderão contar com um volume de recursos maior que imaginavam, e assim investir em ações para ganhar nas urnas o poder de ampliar e melhorar a representatividade feminina no Brasil.

Para a presidente do PSDB Mulher SP, Edna Martins, desde que ficou instituído os 30% do recursos para candidaturas femininas o Psdb tem sido exemplar no seu cumprimento. “E o Psdb Mulher, liderado pela YEDA, tem estabelecido critérios e orientado as candidatas sobre o bom uso desse recurso. Tudo para elegermos mais mulheres e equilibrar a representatividade política”, afirmou.