Início Artigos A ideologia da ideologia de gênero

A ideologia da ideologia de gênero

Por Bruna Furlan

Ao ser inquerido sobre as posições do Brasil a respeito de gênero, na Comissão de Seguridade Social e Família, da Câmara dos Deputados, o chanceler Ernesto Araújo assumiu tom histriônico e acusou as esquerdas de se apropriarem de boas causas, como é o caso dos direitos das mulheres, para pervertê-las, semeando a degradação moral. A fala do ministro, proferida no último dia 8 de agosto, chocou parlamentares presentes na audiência.

Para Ernesto Araújo, o termo gênero se refere apenas ao sexo biológico masculino e feminino, ao passo que os chamados direitos sexuais e reprodutivos da mulher, consagrados em documentos da ONU, seriam um eufemismo para a promoção do aborto. Nesse contexto, culpou a ideologia de gênero pelo crime bárbaro contra o menino Rhuan, em Brasília, assassinado pela própria mãe e sua companheira.

Os direitos sexuais e reprodutivos, na visão do chanceler, seriam a lâmina de gilete no meio de um bolo apetitoso. Na metáfora esdrúxula empregada na ocasião, o bolo representaria os direitos das mulheres, enquanto a gilete seria a agenda abortista escondida por trás de termos como direitos sexuais e reprodutivos.