Início Destaques Osasco: Celso Giglio lidera com 40,1%

Osasco: Celso Giglio lidera com 40,1%

Celso Giglio, candidato do PSDB à Prefeitura de Osasco, lidera as pesquisas de intenção de voto na cidade. É o que apontam duas pesquisas oficiais, realizadas pela empresa UP (Unidade de Pesquisa) e pelo instituto Sebram, encomendadas pelo Diário da Região, e registradas junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na pesquisa estimulada realizada pela empresa UP, com a pergunta: “se a eleição fosse hoje e os candidatos fossem estes, em quem o Sr(a) votaria?”, Celso Giglio lidera com 40,1% da preferência do eleitorado. João Paulo Cunha, candidato petista e réu do mensalão, aparece em segundo lugar, com 19,5%. Osvaldo Verginio (PSDB) vem em seguida, com 9,8% das intenções de voto. Delbio Teruel (PTB) ficou em quarto lugar, com 5,5% das indicações. Já os candidatos Alexandre Castilho (PSOL) e Reinaldo Mota (PMN) ficaram empatados, em último lugar, com 0,3%. Um total de 14,3% afirmou que votaria em branco ou em nenhum dos candidatos, e 10,1% dos eleitores não souberam informar. A margem de erro é de 4%.

A pesquisa, que ouviu 631 pessoas, com mais de 16 anos residentes na cidade, tem intervalo de confiança de 95,5%. Os dados foram coletados entre os dias 10 e 11 de agosto. Foi adotado o sistema de amostragem de probabilidade de áreas em estágios sucessivos em residências de todos os bairros.

Sebram confirma liderança

A pesquisa realizada pelo instituto Sebram confirmou os dados apresentados pela empresa UP. No quesito votação estimulada, com a pergunta “se a eleição para Prefeito fosse hoje, em qual desses candidatos você votaria?”, Celso Giglio aparece com 39,67% dos votos.

João Paulo Cunha ficou em segundo lugar, com 20,42%. Osvaldo Verginio vem em seguida, com 13,38% das intenções de voto. Delbio Teruel aparece em quarto lugar, com 3,87% das indicações. O candidato Reinaldo Mota registrou 0,59% da preferência do eleitorado, enquanto que Alexandre Castilho aparece em último lugar, com 0,12% das indicações. Um total de 21,95% afirmou não saber em quem votaria ou não quiseram opinar. A margem de erro é de 4%.

A pesquisa ouviu 850 pessoas, com mais de 16 anos residentes na cidade, tem intervalo de confiança de 95,5%. Os dados foram coletados entre os dias 18 e 22 de agosto. Foi adotado o sistema de amostragem de probabilidade de áreas em estágios sucessivos em residências de todos os bairros.

O número da pesquisa do UP é SP 00300/2012, e a do Sebram, SP 00404/2012. Os dois levantamentos listaram os nomes dos seis candidatos nas eleições de 7 de outubro.

(Com informações do Jornal Diário da Região)