Início Bancada Covas anuncia 19 miniusinas de oxigênio e novos leitos na capital

Covas anuncia 19 miniusinas de oxigênio e novos leitos na capital

O prefeito da capital, Bruno Covas, anunciou nesta quinta-feira, em coletiva de imprensa, a implantação de 19 mini miniusinas de oxigênio em unidades de saúde e de 295 novos leitos, além da antecipação da vacinação para idosos de 69 a 71 anos e a inclusão de novos grupos profissionais aos calendário de vacinação.

Mesmo com as novas medidas, o prefeito reafirmou o apelo para que a população fique em casa no feriado emergencial que começa nesta sexta-feira (26) e vai até o dia 4 de abril.

“Amanhã começamos o período de megaferiado na cidade de São Paulo. Não é um período para festejar, viajar ou aglomerar, muito pelo contrário. Sabemos e agradecemos o esforço que a população fez ao longo desse último ano, mas é preciso parar para que possamos conter essas altas curvas que temos hoje de contaminação, de ocupação de leitos de UTI e de óbitos no município.”, argumentou Bruno Covas.

Oxigênio 
As novas miniusinas terão capacidade para produzir, juntas, 9 mil metros cúbicos de oxigênio por dia (o que equivale a 900 cilindros). O volume é suficiente para abastecer 596 leitos de enfermaria e 211 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
As usinas serão distribuídas da seguinte forma: sete na Zona Sul, sete na Zona Leste, três na Zona Oeste e duas na Zona Norte.

Para a aquisição e implantação destas usinas serão investidos mais de R$ 9 milhões, sendo R$ 9.432.220,00 em equipamentos e R$ 104.500,00 para a movimentação e instalação. A estimativa é de uma economia de R$ 250 mil mensais para os cofres públicos, com previsão de retorno do capital investido em três anos.

“É uma obra que vai ficar permanente para a cidade de São Paulo, garantindo o abastecimento de oxigênio de vários leitos”, disse o prefeito.

As sete primeiras usinas deverão ser entregues no início de abril, já para abastecer 236 leitos de enfermaria e 91 de UTI nas seguintes unidades:

  • Hospital Municipal Capela do Socorro – 2 unidades (100 leitos de enfermaria e 20 de UTI)
  • Hospital Municipal Sorocabana (61 leitos de enfermaria e 12 de UTI)
  • UPA Jabaquara (27 leitos de UTI)
  • Hospital Dia Tito Lopes (30 leitos de enfermaria e 10 de UTI)
  • Hospital Dia Flávio Gianotti (30 leitos de enfermaria e 10 de UTI)
  • Hospital Dia M’Boi Mirim II (15 leitos de enfermaria e 12 de UTI)

A previsão é que até o final de abril outras 12 unidades sejam instaladas nos Hospitais Dia. Cada uma com capacidade para a produção de 20 metros cúbicos por hora, atendendo mais 360 leitos de enfermaria e 120 de UTI.

  1. Itaim Paulista
  2. São Matheus (Tietê II)
  3. São Miguel
  4. Brasilândia
  5. Butantã
  6. Lapa
  7. Mooca
  8. Penha
  9. Vila Prudente
  10. Campo Limpo
  11. Cidade Ademar
  12. 12. M’Boi Mirim I

Clique aqui e baixe a apresentação completa da coletiva