Início Bancada Covas quer dar nova vida ao centro de São Paulo

Covas quer dar nova vida ao centro de São Paulo

Dentro do Programa de Metas estabelecido pelo prefeito Bruno Covas, a Prefeitura de São Paulo dá continuidade às ações que pretendem recuperar, ao longo dos próximos meses, uma das regiões mais tradicionais da Capital: o Centro histórico da cidade.

O chamado triângulo histórico, formado pelas ruas Benjamin Constant, Boa Vista e Líbero Badaró, é o foco do Triângulo SP, que foi criado pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Turismo. O objetivo é qualificar o espaço, configurando-o como um produto turístico internacional, aumentando a circulação de pessoas e a demanda por comércio e serviços, principalmente à noite e durante os fins de semana, incrementando as rotas e atrativos turísticos, em um ambiente convidativo e seguro para a população.

O projeto prevê a reforma das calçadas, melhoria da iluminação pública e instalação de mobiliário urbano, como bancos, jardineiras e quiosques de flores, em todo o perímetro. Está prevista ainda a instalação de 50 lixeiras e contêineres especiais para lixo comum e resíduos orgânicos.

As primeiras obras de infraestrutura devem começar em agosto. Entre elas, a reforma dos calçadões na área do Triângulo e requalificação da iluminação pública. No mês de agosto também começará a ser instalada a sinalização turística para orientar os frequentadores sobre as atrações da região.

“O Triângulo SP pretende transformar o Centro Histórico num destino de turismo “, afirma o secretário municipal de Turismo, Orlando Faria.

“As grandes cidades turísticas do mundo geralmente têm o seu centro como destino de passeio, compras e para passear. Entre os objetivos específicos (do programa) está a intenção de transformá-lo num museu a céu aberto, com passeios culturais, onde as pessoas possam desfrutar mais da história da cidade de São Paulo”, explica Orlando Faria.

Abordagem socioassistencial

O programa pretende ampliar o atendimento às pessoas em situação de rua que ocupam a região. Haverá reforço nas equipes de orientadores, projetos socioeducacionais e extensão dos horários de atendimento dos Núcleos de Convivência, que passarão a receber pessoas até as 22h. As equipes também farão encaminhamentos para o retorno familiar, emissão de documentos e direcionamento para oportunidades de trabalho.

Programa piloto

O projeto Triângulo SP teve início com o Festival de Natal, realizado entre 14 e 23 de dezembro de 2018, que proporcionou atrações artísticas gratuitas e promoveu a ocupação noturna da área central nos largos São Bento, São Francisco e da Misericórdia, assim como no Coreto da Bolsa, Pátio do Colégio e na Praça do Patriarca.

A limpeza e conservação da região foram melhoradas, com a inclusão de ações de conscientização dos comerciantes para os horários de coleta. Também foi aumentada a quantidade de varrições manuais diárias, em conjunto com a varrição mecânica no período noturno, com lavagem das vias e dos equipamentos públicos.

Segurança

A atuação dos agentes de segurança na região também passa por reformulação. Estão sendo feitas rondas 24 horas por agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM) pela região com viaturas e motos, além das bases comunitárias móveis na Praça da Sé, Pátio do Colégio e na Praça do Ouvidor. Além disso, até o final de abril devem ser instaladas um total de 140 câmeras de vigilância por meio do projeto City Câmeras.

Agilidade

Para atrair mais investimentos, a Prefeitura de São Paulo vai agilizar processos que incentivem a melhoria do Centro Histórico. Em março, por meio do Decreto número 58.668, foi criado o Regime Especial de Atendimento Prioritário (REAP) para processos administrativos relativos a projetos, ações e iniciativas públicas que adicionem valor ao centro da cidade. O objetivo é dar prioridade à tramitação dos processos relativos aos aspectos urbanísticos, econômicos e culturais relacionados ao Centro.