Início Bancada Dilma coloca resíduos de faxina no governo, diz deputado tucano

Dilma coloca resíduos de faxina no governo, diz deputado tucano

“Dilma Roussef fez faxina, pegou os resíduos e colocou de volta no governo”. A avaliação é do deputado federal César Colnago (PSDB-ES), que criticou a nomeação do novo ministro do Trabalho, Manoel Dias, ocorrida no último sábado (16). Dias foi conduzido ao cargo por influência do presidente do PDT, Carlos Lupi – antigo chefe da pasta, desligado por conta de denúncias de corrupção.

Lupi, um dos seis ministros que caíram sob suspeitas, em 2011, primeiro ano de mandato de Dilma, firmou parcerias com organizações não governamentais consideradas “de fachada”. Foi também acusado de acumular simultaneamente cargos públicos em Brasília, na Câmara dos Deputados, e no Rio de Janeiro, no Legislativo.

“A presidente promove uma grande contradição. Não houve malfeitos? Essas irregularidades não motivaram a demissão dos ministros? Então por que eles podem voltar a influenciar o governo?”, questionou Colnago. O tucano relembrou ainda o caso do então ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, afastado dos Transportes com base em denúncias de corrupção, também em 2011, que há poucos meses participou de reunião com Dilma onde se discutiu nomeações para o alto escalão.

“A busca por uma administração de qualidade ficou em segundo lugar. Hoje, Dilma pensa apenas na reeleição, conduz o governo preocupada com composições eleitorais; isso tudo é lamentável porque, como presidente da República e governante de todos os brasileiros, ela deveria ser a última a pensar em eleições”, ponderou.