Início Destaque Lateral Home Duarte Nogueira defende a extradição imediata de Pizzolato

Duarte Nogueira defende a extradição imediata de Pizzolato

O deputado federal Duarte Nogueira (PSDB-SP) considerou a prisão do mensaleiro um avanço na punição ao ex-diretor de marketing do Banco do Brasil. “Nós temos que aguardar as execuções legais para que a impunidade não esteja presente. Esperamos que ele seja deportado e cumpra a pena imposta pela justiça”.

O tucano ressaltou que é necessário verificar como Pizzolato conseguiu fugir para outro país depois do escândalo do Mensalão: “é muito estranho que as autoridades, o ministério da Justiça não tenham dado conta do que aconteceu. Precisamos saber quais foram as razões para tal ocorrência. O caso precisa ser investigado”.

O ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, foi preso pela polícia italiana nesta quarta-feira (5). Ele foi um dos condenados no julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) pelo crime do Mensalão e estava foragido desde novembro do ano passado.
Pizzolato fugiu para a Itália dias antes do STF emitir a ordem de prisão. Ele tem dupla cidadania, mas segundo reportagem da Folha de S. Paulo, estaria usando o passaporte de um irmão já falecido. O ex-diretor do Banco do Brasil foi preso por esse motivo na cidade de Maranello.

Henrique Pizzolato foi condenado a uma pena de 12 anos e sete meses pelos crimes de formação de quadrilha, peculato e lavagem de dinheiro. Na época ele divulgou, por meio de seu advogado, uma nota dizendo que havia fugido para a Itália com o objetivo conseguir um novo julgamento. A pena deve ser cumprida em regime fechado, em presídio de segurança média ou máxima.