Início Notícias do PSDB Em quarentena, capital começa a receber protocolos de abertura

Em quarentena, capital começa a receber protocolos de abertura

A Prefeitura de São Paulo inicia na próxima segunda-feira (01/06) o recebimento dos protocolos enviados pelas associações para verificar a possibilidade da reabertura segura e gradual de estabelecimentos comerciais dos setores de imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio e shoppings centers. Nesse período, a quarentena seguirá vigorando normalmente na capital, sendo permitida apenas a abertura dos estabelecimentos considerados essenciais.

“Nada na cidade reabre a partir do dia 1° de junho. Nesta data, nós passamos a receber os protocolos setoriais considerados mínimos já acordados com o Governo do Estado de São Paulo. Esses protocolos envolvem temas como a questão do distanciamento, higiene, a orientação necessária para os clientes, horários alternativos de funcionamento, possibilidade de agendamento, além de questões de fiscalização e autotutela que as associações vão fazer sobre os seus associados”, disse o prefeito Bruno Covas, durante coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado.

Apenas entidades setoriais serão responsáveis pelo envio dos protocolos à Prefeitura de São Paulo. Os cidadãos que quiserem contribuir deverão enviar suas sugestões para as empresas onde trabalham ou entidades de classe. As empresas, por sua vez, deverão enviar suas propostas para as entidades setoriais, que serão responsáveis pelo envio à Prefeitura de São Paulo.
Segundo prefeito Bruno Covas, os protocolos também deverão conter ações para que as funcionárias mulheres não sejam penalizadas. “Não poderemos ampliar a desigualdade na cidade já que as creches e escolas ainda não voltam a funcionar. A funcionária mulher não deve ser penalizada. É sempre sobre a mulher que recai a obrigação de cuidar dos filhos. Não podemos ter demissões das funcionárias mulheres. Vamos ver de que forma os setores vão assumir esse compromisso com a cidade de São Paulo”, afirmou Covas.

“Os protocolos serão validados pela Vigilância Sanitária municipal. É nessa linha que o Governo do Estado autoriza os municípios a reabrir as atividades. Cada prefeito convida a sua Vigilância Sanitária e é dessa forma que vamos fazer com toda tranquilidade que o tema requer e com o planejamento necessário para que daqui algumas semanas a gente não perca os índices que a cidade atingiu”, completou o prefeito Bruno Covas.

Saiba mais acessando o site www.prefeitura.sp.gov.br/retomada.

Rede de Saúde

Desde o início da pandemia do novo coronavírus a Prefeitura de São Paulo já acrescentou mais de mil leitos de UTI na rede pública de Saúde..

“Esse período de quarentena foi importantíssimo não apenas para segurar a expansão da doença na cidade, mas, acima de tudo, para expandir o nosso sistema de Saúde . Nós tínhamos 507 leitos de UTI administrados pela Prefeitura de São Paulo. Já ampliamos em mil. Até domingo (31/05) são mais 380 respiradores que o Estado está repassando para Prefeitura. Com isso nós vamos transformar 380 leitos de enfermaria em mais 380 leitos de UTI”, explicou o prefeito Bruno Covas.