Início Bancada Governador confirma 31 novos leitos pediátricos e inaugura DDM na região de...

Governador confirma 31 novos leitos pediátricos e inaugura DDM na região de Campinas

O governado Rodrigo Garcia confirmou nesta quinta-feira (26), em Campinas, a abertura de 31 novos leitos pediátricos no Hospital das Clínicas da Unicamp e no Hospital Estadual de Sumaré. Rodrigo também esteve em Hortolândia para inaugurar uma nova DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) e formalizar convênio para financiamento de 360 moradias populares na cidade.

“Não é só dinheiro que resolve a saúde. É comprometimento, são profissionais dedicados, profissionais vocacionados, e compaixão que é o que nós temos em São Paulo e isso tem que nos encher de orgulho, porque todos nós juntos fizemos a diferença durante a pandemia”, afirmou Rodrigo.

Os novos leitos pediátricos serão abertos na próxima quarta (1º) para atendimento de enfermaria, terapia intensiva e semi-intensiva no HC da Unicamp e na unidade estadual de Sumaré. O Governo de São Paulo vai investir R$ 2 milhões para abertura e custeio dos leitos até o fim de setembro, cobrindo o período de sazonalidade de doenças respiratórias.

Também em Campinas, Rodrigo fez o anúncio oficial do programa Mutirão de Cirurgias para a região, que tem cerca de 71,4 mil procedimentos represados no sistema Cross (Centrais de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde). A iniciativa prevê cirurgias extras na rede estadual, remuneração dobrada nos hospitais do SUS e a contratação de serviços na rede privada e hospitais filantrópicos.

Na sequência, o governador foi a Hortolândia para a entrega da 139ª DDM do estado. A unidade vai atender uma população de mais de 234 mil habitantes com ampliação da atividade policial dedicada a prevenir e combater crimes de violência doméstica.

Já o empreendimento de 360 apartamentos para famílias de baixa renda vai receber apoio público por meio de convênio firmado entre o Estado e a Prefeitura de Hortolândia. O projeto será viabilizado pela modalidade Nossa Casa – Preço Social, com aporte de R$ 9 milhões para ajudar as famílias a quitar o financiamento habitacional. As moradias serão construídas pela iniciativa privada.