Início Bancada Governo estima atrair R$ 30 bi em investimentos após Missão Emirados

Governo estima atrair R$ 30 bi em investimentos após Missão Emirados

O Governador João Doria apresentou nesta sexta-feira (14) o balanço com os resultados da Missão Emirados, a nona e maior missão de negócios do Estado de São Paulo no mercado externo. A estimativa é que os aportes árabes no plano de desestatização de São Paulo alcancem até R$ 30 bilhões ao final de 2022.

“A Missão Emirados abriu o escritório comercial de São Paulo em Dubai e já está operando desde quarta-feira (12). Dos encontros que lá fizemos, bons resultados, sobretudo com os fundos soberanos ADIA e Mubadala, ambos sediados em Abu Dhabi. A soma dos dois é de US$ 5 trilhões, mais do que o PIB do Brasil que é de US$ 3 trilhões”, disse o Governador.

Ao se reunir com diretores dos grupos Mubadala e ADIA (Abu Dhabi Investment Authority), os maiores fundos soberanos dos Emirados, Doria apresentou as principais oportunidades sobre os projetos de concessões e ampliações de rodovias, ferrovias, metrô, aeroportos e da hidrovia Tietê-Paraná, além de serviços da Sabesp.

Durante quatro dias, Doria cumpriu agendas em Abu Dhabi e Dubai acompanhado pelos Secretários Julio Serson (Relações Internacionais), Henrique Meirelles (Fazenda e Planejamento), Gustavo Junqueira (Agricultura e Abastecimento), Patricia Ellen (Desenvolvimento Econômico) e João Octaviano (Logística e Transportes), Wilson Mello (Presidente da InvestSP) e uma comitiva de 47 empresários. A iniciativa permitiu o fechamento de novos negócios entre investidores brasileiros e empreendedores árabes.

Durante a missão de negócios, a comitiva de São Paulo também inaugurou um escritório comercial em Dubai, em parceria com o governo local, e fechou acordo para levar dez startups paulistas a uma incubadora de novos negócios em Abu Dhabi.

A criação de um segundo voo diário da Emirates Airlines entre o aeroporto internacional de Cumbica e Dubai em 2021 e a participação de São Paulo na Expo Dubai 2020 – uma das principais feiras internacionais de inovação e economia criativa – foram outros destaques dos trabalhos realizados pelo grupo liderado por Doria no Oriente Médio.