Início Artigos O jeito paulista de fazer as coisas

O jeito paulista de fazer as coisas

Por Vanderlei Macris

O governador João Doria deixou no último dia 31 de março o governo de São Paulo. Foram três anos e três meses de desafios frente ao maior Estado da federação, que hoje apresenta crescimento cinco vezes maior que o Brasil. Doria passou o bastão a Rodrigo Garcia, hoje governador. Dois paulistas natos e com determinação, que através de uma parceria fizeram e estão fazendo a gestão com recorde de investimentos. São R$ 47,5 bilhões em oito mil obras em todas as regiões de São Paulo, entre 2021 e 2022.

O novo governador de São Paulo está há mais de 26 anos na administração pública do Estado, ajudando a construir programas importantes como Creche Escola, São Paulo Amigo do Idoso, Bom Prato, Etecs e Fatecs, Bolsa Povo, Vale gás e muitos outros projetos.

São Paulo, com pioneirismo e responsabilidade, segue investindo pesado pós-crise econômica e de saúde, com a pandemia, porque fez a lição de casa. Fez as reformas necessárias, com inovação e gestão pública. Hoje, os municípios sentem a diferença da capacidade de governo com Doria e Rodrigo, recebendo aportes importantes para investimentos seja na saúde, educação, segurança, infraestrutura e tantas outras áreas.

O Estado é hoje um canteiro de obras. Programa Estrada Asfaltada, Novas Estradas Vicinais, as obras do metrô, ampliação das Escolas de Tempo Integral de 364 para três mil e a implantação do Programa Meu Pet, que beneficia a causa animal, são inúmeros projetos que visam retornar com qualidade o imposto pago pelo contribuinte.

Isso foi possível porque existe um jeito certo de fazer gestão. Acordar cedo, trabalhar com afinco, sem corrupção, com dedicação. Qualidades que existiam com Doria e permanecem com Rodrigo Garcia. São Paulo segue em boas mãos.

Vanderlei Macris é deputado federal pelo PSDB-SP