Início Destaques Sérgio Guerra fala sobre novos rumos do PSDB

Sérgio Guerra fala sobre novos rumos do PSDB

Da esquerda p/ direita: Pedro Tobias, presidente do PSDB-SP; Sergio Guerra, presidente nacional do PSDB, e Vanderlei Macris, vice-presidente do PSDB-SP durante palestra

O presidente nacional do PSDB, deputado Sergio Guerra, ministrou na noite desta segunda-feira, 18, a palestra ‘PSDB: Novos rumos’, na sede do diretório estadual do PSDB-SP. O encontro deu início a um ciclo de nove palestras consecutivas que faz parte do Congresso Estadual do partido, instalado em 2 de janeiro e com duração até 7 de abril.

Ao abrir o encontro, Guerra elogiou o trabalho do presidente estadual do PSDB-SP, deputado Pedro Tobias. “O presidente Pedro Tobias tem muitas marcas, mas uma das principais é a sinceridade. Pedro faz grande esforço para mostrar a todos seu verdadeiro esforço em relação aos desafios do PSDB e do Brasil inteiro”, disse. Tobias agradeceu o empenho todos os envolvidos e dos filiados do partido na realização do Congresso.

“A proposição do PSDB de São Paulo é que seja realizado um Congresso em que faça um novo estatuto do partido, em que se realizem eleições diretas para a presidência do partido, o que eu acho uma excelente ideia. Nós temos que ter um código de ética e um conselho de ética que funcionem,  são ótimas ideias. Temos que ter gente que tenha capacidade e tempo para cumprir tarefas diárias no partido, respirar modernamente”, destacou Guerra.

Veja as fotos do encontro AQUI.

História

Durante sua exposição, Sérgio Guerra lembrou aos presentes sobre os feitos do PSDB para a história do Brasil. “Nós criamos condições de estabilidade econômica quando éramos governo. O PSDB governou o Brasil e tomou medidas verdadeiramente definidoras e elas são o conteúdo do PSDB enquanto partido”, afirmou.

“Hoje os tucanos reconhecem e defendem seu passado. Não só os tucanos, muitos brasileiros já o fazem. E até os nossos adversários já reconhecem. A capacidade de administrar é o reconhecimento que as pessoas fazem do PSDB”, completou o presidente.

Governo do PT

Sobre a atuação do PT no comando do país, Guerra disse que “a marca do PT é a utilização da Máquina pública nas eleições; eles usam a máquina sem nenhuma cerimônia”.

“Se tem um partido que não gosta da imprensa é o PT. A imprensa não cria nada, ela mostra aquilo que é falado na sociedade. O que não pode ter é o silêncio, pois este regime que está aí quer enganar a todos. Nós temos que vender o produto de nossa indignação e de nossa coragem. Nós temos ideias e coerência com elas. Temos que abrir o partido, não podemos deixá-lo fechado”, disse Guerra.

Unidade

“Não tem essa história do PSDB de São Paulo ou do PSDB de Minas Gerais. Isso tudo é falso, são questões que são inventadas contra nós pelo adversário e isso nos divide. A pressão da base deve ser para acabar com a divisão. Vamos juntar todo mundo. Se vocês continuarem dando vida ao partido, há partido, há democracia”, destacou.

Eleições presidenciais

“Precisamos escolher o candidato à presidência da República muito antes do tempo. Este candidato tem que ter o apoio de todos nós, para que possa representar uma alternativa de poder e somar aliados. Este candidato tem que ter coragem para cumprir seu papel, e ele [o candidato] tem que ser escolhido por prévias. Nós vamos realizar prévias para escolher o candidato à presidência da República”, disse Sérgio Guerra.

“Dos nossos nomes o Aécio Neves é um dos mais qualificados como pré-candidato neste instante. Nós temos muitas chances, com candidatura nova e novas energias. Temos que ter, acima de tudo, humildade para enfrentar uma luta que será dura”, concluiu.

O Congresso

Os objetivos do Congresso Estadual do PSDB-SP são debater o programa do partido, as normas estatutárias e destacar o código de ética. Até o dia 28 de fevereiro, os filiados paulistas do PSDB poderão enviar propostas. Durante o mês de março terá início a sistematização e conciliação das ideias que serão apresentadas em Plenária nos dias 05, 06 e 07 de abril. As propostas aprovadas serão encaminhadas ao Diretório Nacional.

Para enviar propostas e obter mais informações acesse www.congresso.psdb-sp.org.br.