Início Rádio Tucana Alckmin fala sobre plano de carreira para os policiais militares

Alckmin fala sobre plano de carreira para os policiais militares

 [podcast]http://tucano.org.br/wp-content/uploads/2013/10/hcyJOfEaZDOH.128.mp3[/podcast]

A valorização da carreira dos policiais foi destaque no programa de rádio Conversa com o Governador. “No fim de setembro, anunciamos reajuste de 7% para todos os policiais. E também para os agentes penitenciários e agentes de escolta penitenciária”, destacou o governador Geraldo Alckmin. “Além deste reajuste, que será maior do que a inflação acumulada no período, vamos implementar mudanças de carreira, que também representam ganhos de salário para os policiais.”

“Começando pela Polícia Civil, para a carreira de delegado de polícia, criamos uma gratificação que vai representar, em dois anos, um reajuste de 27% no salário. É a carreira jurídica”, disse o governador. “Também valorizamos, com o nível universitário, as carreiras de investigador e escrivão. As duas carreiras passam a ter reajuste equivalente aos das carreiras universitárias do Estado. Para eles, o reajuste será de até 18,6% neste ano e de até 25,7% no ano que vem.”

No caso da Polícia Militar, além do aumento linear de 7% para todos os policiais, Alckmin fez outro anúncio. “Definimos a reestruturação do plano de carreira dos policiais militares. Vamos acelerar as promoções na PM e ampliar os benefícios, o que pode representar aumento salarial de até 24% para os policiais, dependendo do posto”, afirmou Alckmin. “Com a reestruturação, 27.282 policiais já serão beneficiados com promoção em abril e maio do ano que vem, principalmente os soldados. Ao todo, 21.617 soldados passarão a cabo. Isto é quase a metade do número total de soldados que hoje temos na Polícia Militar, em torno de 50 mil.”

Também haverá aumento nos valores de alimentação pagos aos policiais. “Primeiro, vamos aumentar o valor da diária de alimentação. O policial militar, que hoje recebe R$ 240 por mês, passará a receber R$ 581 por mês. Já no caso do auxílio alimentação, o que nós aumentamos foi a faixa de salário que tem direito a este benefício”, explicou. “Atualmente, recebem o benefício os policiais militares que ganham até R$ 2.731 de salário. Com o aumento de 7%, que foi concedido para todos, 15.900 policiais ultrapassariam este teto e perderiam o direito ao auxílio alimentação. Então, aumentamos o teto para R$ 2.924, para impedir que eles fossem prejudicados.”

Alckmin exemplificou como a medida beneficia um policial militar. “Vamos pegar um exemplo de um soldado de primeira classe que hoje recebe R$ 2.839. Com o reajuste de 7%, o salário vai para R$ 3.002. Acrescente a diária da alimentação, que vai subir para R$ 581. Se ele é promovido a cabo, ganha mais R$ 247. Com tudo isso, passará a ganhar R$ 3.670, um aumento superior a 20%.”

O governador afirmou que as propostas de reajuste para as polícias serão votadas pela Assembleia Legislativa e vão custar R$ 415 milhões por ano. “É um esforço grande do Governo para fortalecer a nossa segurança e valorizar a carreira do policial.”

Além disto, haverá mais policiais nas ruas. “Estamos criando 5 mil cargos de oficiais administrativos. Com isso, vamos tirar 5 mil policiais militares de funções burocráticas para o policiamento, combatendo o crime e protegendo a população.”

Por fim, Alckmin falou do posto imediato, que é a promoção de patente do policial militar quando se aposenta. “Tínhamos 1.412 policiais militares, quase todos oficiais reformados, que não tiveram o direito de serem promovidos ao chamado posto imediato quando se aposentaram entre 1991 e 2011. Agora, eles também passam a ter este direito e este benefício, como todos os demais militares.”

Do Portal do Governo do Estado