Início Bancada Capital entrega Centro de Convivência Intergeracional em Perus

Capital entrega Centro de Convivência Intergeracional em Perus

A Prefeitura de São Paulo inaugurou nesta segunda-feira (4) o Centro de Convivência Intergeracional (CCInter) Perus, na Zona Norte. O espaço vai oferecer atividades socioeducativas para crianças, jovens adultos e idosos, com o objetivo de promover a interação entre as diferentes gerações, a valorização cultural, o desenvolvimento de sociabilidades e reforçar a cidadania e a igualdade social. O equipamento vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Com capacidade para 120 usuários, sendo 60 por período, o CCInter é o primeiro serviço de referência na região e vai oferecer aulas de inglês, informática, teatro, artesanato, música e natação. Além disso, promoverá atendimentos individuais e em grupo para orientações, escuta e encaminhamentos para a rede socioassistencial e demais políticas públicas.

O equipamento tem salas de informática, multiuso, atendimento individualizado e administrativo, refeitório, cozinha, brinquedoteca e espaço externo multiuso, com churrasqueira e piscina. A equipe técnica será composta por 10 profissionais de diferentes áreas, como assistentes sociais, educadores, psicólogos e cozinheiros.

“As atividades têm como foco estimular a participação dos usuários nas diversas esferas sociais, a começar pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), passando pela família, comunidade e escola, tendo em mente o seu desenvolvimento como sujeito de direitos e deveres”, destacou José Castro, secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

Com um investimento de R$ 98.500,00, o CCInter será administrado pelo Centro de Apoio Comunitário de Perus, e definido a partir de processo licitatório. A Supervisão de Assistência Social (SAS) Perus possui dois Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Perus e Anhanguera, e um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) que atende aos dois distritos, como unidades socioassistenciais diretas.

Na rede socioassistencial há 22 serviços: 14 Centros de Acolhida (CAs), 2 Centros para Juventude (CJs), um Núcleo de Convivência do idoso (NCI) na Proteção Básica e um Núcleo de Proteção Jurídico Social e Apoio Psicológico (NPJ), um Serviço de Medida Socioeducativa em Meio Aberto (SMSE), um Núcleo de Atenção Integral à Saúde (NAI) e um Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (SAICA) na Proteção Especial.

Informações complementares
O serviço é direcionado para o público da Proteção Social Básica (PSB), conforme especificações abaixo:

Pessoas a partir de 06 anos de idade nas seguintes situações:
• Pertencentes às famílias beneficiárias de programas de transferência de renda;
• Em situação de isolamento em suas expressões de ruptura de vínculos, desfiliação, solidão, exclusão, abandono;
• Em situação de vulnerabilidade social e/ou risco pessoal;
• Com vivência de violência e/ou negligência;
• Fora da escola ou com defasagem escolar superior a 2 (dois) anos;
• Em situação de acolhimento;
• Egressos de cumprimento de medida socioeducativa em meio aberto;
• Egressos ou vinculados à programa de combate à violência, abuso e/ou exploração sexual;
• Egressos de medidas de proteção do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA);
• Em situação de rua;
• Em situação de vulnerabilidade em consequência de deficiências.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*