Início Bancada Capital já realizou mais de 34 mil atendimentos pelo Mutirão nos Bairros

Capital já realizou mais de 34 mil atendimentos pelo Mutirão nos Bairros

Lançado em abril pela Prefeitura de São Paulo, o programa Mutirão nos Bairros, coordenado pela Secretaria Especial de Relações Sociais, já realizou mais de 34 mil atendimentos em dez edições realizadas nas subprefeituras de São Mateus, Santo Amaro, Guaianases, Campo Limpo, Parelheiros, Itaquera, Freguesia/Brasilândia, Capela do Socorro, M’ Boi Mirim e Pirituba/Jaraguá.

Segundo a secretária especial de Relações Sociais, Fátima Marques, o mutirão é uma forma de apresentar os serviços da Prefeitura para população. “Muitas vezes a população mais carente acaba desconhecendo os serviços municipais a que ela tem direito. Eles estão se apropriando disso. Temos percebido a participação de mais pessoas a cada edição”, disse a secretária.

O programa concentra, semanalmente, diversos serviços da administração municipal em um ponto especifico da cidade. A ideia é levar os serviços da Prefeitura para próximo da população que mais precisa em áreas vulneráveis da capital.

Durante os eventos, enquanto a Subprefeitura local executa os serviços de zeladoria (capinação, limpeza, tapa buraco, pintura de guia, remoção de entulho, varrição, entre outros) na região e em seus entornos, a população tem acesso a diversos serviços públicos municipais e de instituições parceiras.

Quem está em busca de recolocação no mercado de trabalho, por exemplo, pode ser atendido por uma equipe do Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (CATe) e ser encaminhado para um processo ser seletivo. Durante o atendimento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET) também é possível emitir a carteira de trabalho.

Pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social recebem orientações sobre os programas sociais do Governo Federal como o Bolsa Família durante o atendimento ofertado pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).

As mulheres também recebem uma atenção especial por meio da Coordenação de Políticas para Mulheres, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) que divulga os trabalhos, oficinas e atendimentos realizados nos Centros de Cidadania da Mulher e Centros de Referência da Mulher.

As ações também contam com a oferta de serviços das secretarias municipais das Subprefeituras, Pessoa com Deficiência, Habitação, Saúde, Inovação e Tecnologia, Cultura, além de outros parceiros como a SABESP e COHAB.

Segundo a secretária Fátima Marques, o programa deve ganhar novos parceiros para as próximas edições. “Estamos articulando novos parceiros para incorporar mais serviços nas edições do mutirão a partir do segundo semestre. Também é importante valorizar o trabalho dos subprefeitos na articulação dessas parcerias”, finaliza.