Início Notícias do PSDB Em um ano, Doria reduz em 33% uso de helicóptero

Em um ano, Doria reduz em 33% uso de helicóptero

Uso de aeronaves para transporte do governador foi de apenas 1,7% do total da frota da Polícia Militar, que realizou mais de 16 mil missões durante todo o ano passado

O Governador de São Paulo, João Doria, reduziu em 33% o número de horas voadas em 2019 para transporte próprio, com aeronaves do Governo de São Paulo, em comparação com 2018. No ano passado, foram utilizadas 120,9 horas voo para esse serviço, enquanto foram gastas 180,4 horas voo no ano anterior. As informações fazem parte de levantamento da Casa Militar, responsável pela segurança e organização dos deslocamentos do Governador.

No total, o uso de helicópteros oficiais para transporte do governador João Doria foi de apenas 1,7% do total da frota da Polícia Militar, que realizou mais de 16 mil missões durante todo o ano passado, entre operações policiais e de defesa civil, resgate em água, transporte de órgãos, dentre outras.

Esse resultado foi conquistado mesmo com o reforço da segurança do Governador, que foi determinado pela Casa Militar depois que o Governo de São Paulo transferiu 37 líderes e integrantes do PCC para presídios federais, em uma ação coordenada com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

O uso da aeronave oficial segue as regras estabelecidas pelo Decreto Estadual n° 48.526 de 2004, que determina critérios como segurança, proteção à instituição pública, moralidade, transparência e interesse público para a sua utilização.

Para compromissos particulares, o Governador João Doria usa o seu helicóptero particular Bell 429 para gerar economia aos cofres públicos. Pelo mesmo motivo, ele optou por abrir mão de morar no Palácio dos Bandeirantes – que deixou de ser residência oficial do Governador – e residir na sua própria casa. Doria também doa o seu salário para instituições de caridade e de assistência social, como o Graac e AACD.