Início Bancada Governo irá revitalizar favela com 240 moradias em São José do Rio...

Governo irá revitalizar favela com 240 moradias em São José do Rio Preto

O governador Rodrigo Garcia do Estado visitou nesta segunda-feira (2) a favela Marte, em São José do Rio Preto, que está sendo totalmente revitalizada por meio do projeto Favela 3D – Cidadania Para Todos, em parceria com a prefeitura da cidade e o Instituto Gerando Falcões (IGF). Rodrigo também anunciou a liberação de R$ 28,6 milhões para 406 novas moradias populares na região.

“Esse é um ótimo exemplo de união do poder público, da sociedade civil e dos moradores, todos juntos para buscar a reurbanização da comunidade e transformar a favela em bairro. Mais do que a construção das casas, vamos buscar alternativas de emprego e renda para a população. A visita à favela Marte é para chamar a atenção de uma política pública integrada e organizada, onde a sociedade civil tem papel preponderante”, declarou o governador.

A revitalização da favela Marte será feita com a construção de 240 moradias, sob investimento total de R$ 28 milhões. Deste total, R$ 24 milhões serão repassados pelo Governo de São Paulo para as obras na comunidade, por meio da Secretaria da Habitação.

O IGF fará um repasse adicional de R$ 2,4 milhões para a edificação das moradias e também vai custear o atendimento habitacional das famílias da comunidade em outros imóveis até que as 240 moradias sejam entregues. O financiamento do Estado prevê juro zero para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos.

O Fundo Social de São Paulo levará para o local o programa Praça da Cidadania para promover ações de geração de renda, desenvolvimento social e inclusão digita por meio de cursos profissionalizantes e acesso à internet em áreas de lazer para toda a comunidade. O investimento será de R$ 4 milhões.

O governador também confirmou a liberação de R$ 28,6 milhões para a construção de 406‬ moradias populares na região de São José do Rio Preto, pela modalidade Nossa Casa – CDHU. As cidades beneficiadas são Valentim Gentil, Estrela d’Oeste, Rubinéia, Santa Fé do Sul, Turmalina e Pedranópolis.

Pela modalidade Nossa Casa-CDHU, os empreendimentos são construídos em duas fases. Na primeira etapa é realizada a urbanização do loteamento, com implantação da infraestrutura, como iluminação, calçamento, rede de água e esgoto. Na fase seguinte, tem início a construção das casas.

As casas terão dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. O financiamento dos imóveis seguirá os critérios da CDHU e as novas diretrizes da política habitacional do Estado, que preveem juros zero para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. Assim, as famílias pagarão praticamente o mesmo valor ao longo dos 30 anos de contrato, apenas com correção monetária.