Início Notícias do PSDB “O Brasil é muito maior que Lula e Bolsonaro”, diz Doria

“O Brasil é muito maior que Lula e Bolsonaro”, diz Doria

Governador de SP lançou sua campanha pelas prévias do PSDB, neste sábado (10), e promete viajar pelo Brasil, nos fins de semana, até novembro

 

GOIÂNIA (GOIÁS) – O governador João Doria (PSDB) encerrou, em Goiânia, neste sábado (10/07), a primeira rodada dos “Encontros do PSDB pelo Brasil” –  maratona de viagens pelas prévias do partido – que definirá, em novembro, o candidato da sigla a Presidente da República em 2022. Convidado ao Estado de Goiás pelos ex-governadores Marconi Perillo e José Eliton, Doria afirmou que as prévias “somam, agregam e fortalecem” o PSDB em torno de um objetivo comum: um projeto de centro-direita para derrotar o atual “governo negacionista”.

“Não precisamos de um governo corrupto novamente para substituir um governo incompetente. O Brasil é muito maior que Lula e Bolsonaro. O PSDB não é a terceira via, é a melhor via para o Brasil”, disse o governador de SP.

Depois de participar de eventos em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e Goiânia neste sábado, Doria percorrerá o País nos fins de semana, para falar com um grande número de filiados e se apresentar como uma alternativa aos brasileiros a polarização entre Lula e Bolsonaro. “Nós, tucanos, não vamos permitir isso. Este país é maior que Lula e Bolsonaro. A bandeira do Brasil que vocês estão vendo aqui nós vamos usar”. No auditório do encontro, foram distribuídas bandeiras do Brasil entre os filiados.

“Vou estar em mais uma prévia com esta minha calça justa que tanto incomoda e este meu tênis andando o Brasil, conversando com as pessoas. Não vou parar de buscar a vacina, defender a ciência e a vida”, disse Doria em discurso em Goiânia, sendo bastante aplaudido pela plateia de filiados, apoiadores e lideranças locais.

Em Campo Grande (MS) e em Goiânia, onde foi bastante saudado como “Pai da vacina”, Doria prometeu resgatar a autoestima dos brasileiros. “Perdemos o orgulho de sermos brasileiros. Mas nós vamos resgatar esse orgulho pelo Brasil. Esta é nossa Pátria. A Pátria verdadeira dos que podem usar verde e amarelo e levantar a bandeira do Brasil”, disse o governador de SP, aplaudido pela plateia.

“Nós não baixamos a cabeça, como o PSDB aqui de Goiás não baixa, como o Perillo não baixa. Estou muito feliz de estar aqui com vocês do Centro Oeste”. Doria fez questão de destacar a trajetória de Marconi Perillo. “Eu me uno a todos aqui para dizer: volta, Marconi!”. Também destacou a presença de José Elito, a quem chamou de “preparado”. “Temos alguém como José Elito presidente do PSDB de Goiás, um gestor de grande estatura”.

O ex-governador Perillo, em seu discurso, lembrou que conhece Doria há “Eu conheço governador Doria há mais de 20 anos”. E destacou a “importância e o valor do governador Doria para garantir saúde das pessoas diante da pandemia”. “Se não fosse ele, com sua inteligência, proatividade e sensibilidade, de buscar parceria com outros países para fabricar a vacina em São Paulo, nós teríamos uma estatística muito pior do que tem hoje, vitimas da covid-19. Se ele tivesse feito isso já valeria a pena aplaudido e apoiá-lo”, discursou Perillo.

Perillo também frisou que João Doria vem do setor privado. “Ele sabe liderar e montar equipe. Trabalha para valer para obter resultados. Ele é corajoso, quando ele entra em uma missão, é para valer”, finalizou.

Negacionismo – Em uma crítica direta à atuação de Bolsonaro na pandemia, Doria lembrou que o presidente gastou dinheiro público para comprar cloroquina e que a CPI investiga agora a denúncia de propina na compra de vacina. Para Doria, está claro que a gestão “negacionista” “não olha para os brasileiros, não olha para os Estados e municípios”. “Só olha para seus interesses, para o próprio umbigo. Se tivesse interesse e compaixão, olhava por todos os brasileiros, para os mais humildes”.

O governador de SP acredita que, em 2022, o brasileiro “não vai se aventurar” e optará por um nome experiente que possa devolver esperança ao País. Doria, que foi Prefeito de SP e está no segundo mandato de governador, afirmou, nos dois Estados por onde passou neste sábado, que essa experiência o fazem saber da importância de se ter um gestor municipalista e federalista.

O governador prometeu continuar lutando “pelo direito do País de voltar a crescer e gerar empregos”. E frisou que a política não é para ser usada na “defesa de interesses pessoais, mas sim para proteger a vida das pessoas”.

História pessoal – A história de vida de Doria começou a ser contada nos “Encontros do PSD pelo Brasil”. Um vídeo com imagens do governador ainda pequeno, com seus pais e irmão, e sua trajetória profissional e política é mostrada em um telão. “Eu não nasci feito, não nasci em berço de ouro”. E acrescentou que o PSDB não é um “partido de rico”. “Não é! É do povo brasileiro, não é das elites”. “É um governo que sabe governar e administrar para quem mais precisa”.